Logotipo NAU

Agenda


« September 2014 »
Mo Tu We Th Fr Sa Su
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          
RSS

Arquivos por data

O NAU, hoje

Cinco áreas temáticas, uma revista eletrônica, a organização de um seminário de âmbito nacional – “Graduação em Campo – seminários de Antropologia Urbana” –, um acervo e uma proposta editorial constituem o arcabouço de sua agenda da qual participam os atuais 38 integrantes (graduandos, pós graduandos, pós doutorandos e pesquisadores associados), 28 dos quais se reúnem numa das salas de pesquisa do Departamento de Antropologia que, ademais, disponibiliza uma bolsa para monitoria fundamental no gerenciamento de suas atividades. As áreas são: Surdos, Religião, Corpo e cidade, Migração, Índios urbanos.

As três primeiras são as mais antigas: o grupo de estudos sobre surdos congrega também alunos de Letras e faz parte de um grupo mais amplo, com professores e alunos dos departamentos de Linguística e de Letras Modernas da FFLCH e seus membros têm aulas semanais de libras com um professor surdo. A de religião congrega pesquisadores voltados para várias manifestações de religiosidade mas sempre em relação com o espaço urbano; a de corpo e cidade inclui lazer e práticas esportivas e, mais recentemente, “cultura de periferia”. A área de Migração começou direcionada pelo fenômeno do retorno dos decasséguis e rapidamente aglutinou estudantes de sociologia e relações internacionais. “Índios urbanos” foi formado em função do programa PROCAD da Capes que permitiu celebrar um convênio entre USP e a UFAM e abriu, para o NAU, um estimulante campo de reflexão e pesquisa na interseção dessas duas áreas, antropologia urbana e etnologia indígena.

Alguns destaques:

Desenvolvido em Wordpress
Gustavo T. Santos